Quem cuida das crianças está do lado de Deus!

Quem cuida das crianças está do lado de Deus!

Papa Francisco, 17 de março de 2018.

Logo após a visita ao hospital “Casa Alívio do Sofrimento”, quando da ultima visita do Papa Francisco a San Giovanni Rotondo e Pieltrecina, lugares onde nasceu e viveu São Padre Pio, foi celebrada uma missa, em frente ao Santuário de Nossa Senhora das Graças.

Papa Francisco recordou que no enfermo se encontra Jesus, e no cuidado amoroso daqueles que se dobram sobre as feridas do próximo, está o caminho para encontrá-lo. Lembrou que Padre Pio, fundador deste hospital, o chamava de templo santo, de templo de oração e de ciência: onde todos são chamados a ser uma reserva de amor para os outros.

“Quem cuida das crianças está do lado de Deus e vence a cultura do descarte, que, pelo contrário, prefere os poderosos e considera inúteis os pobres. Os que preferem os pequenos proclamam a profecia da vida contra os profetas da morte de todos os tempos, que ainda hoje, descartam as pessoas, descartam as crianças e os idosos porque não servem”.

 

Nesta cultura do descarte, os pequeninos não são queridos. E por isso Jesus também é deixado de lado. Recordou que os mistérios do Reino foram revelados aos pequeninos. E nos pergunta:

“Quem são esses pequeninos, que souberam acolher os segredos de Deus?”

São aqueles que não pensam ser autossuficientes. São aqueles que tem o coração humilde, aberto, pobre e necessitado. Que sentem a necessidade de orar, confiar-se e deixar-se acompanhar.

“O coração desses pequeninos é como uma antena, que captura o sinal de Deus. Porque Deus busca o contato com eles.”

Um exemplo da força do coração desses pequeninos é o mistério de pequenez e humildade da hóstia em cada missa, é um mistério de amor e de humildade, e só pode ser entendido por ser pequeno e estando com os pequeninos.

Encerrou a missa nos dizendo que a verdadeira sabedoria não está em ter muitos dons e a verdadeira força não está na potência. Não é sábio quem se mostra forte e não é forte quem responde mal com o mal.

A única arma sábia e invencível é a caridade animada pela fé, porque tem o poder de desarmar as forças do mal. São Pio lutou contra o mal ao longo de sua vida e lutou com sabedoria, como o Senhor: com humildade, com obediência, com a cruz, oferecendo a dor por amor.

Eis o nosso chamado, o chamado a você, a cada um. Lutar com sabedoria, oferecer a dor por amor. Esperar e confiar com sabedoria e fé.