Nossa Senhora Relíquias

O impressionante Santuário da Medalha Milagrosa

Nossa Senhora se revelou como a despenseira das graças numa capela escondida entre as ruas de Paris. Conheça agora um pouco do impressionante Santuário da Medalha Milagrosa!

Um lugar escondido

Ao contrário de outras famosas catedrais e basílicas da França, a Capela da Medalha Milagrosa está realmente escondida, como que protegida pelos prédios da Congregação das Filhas da Caridade.

De fato, um tal tesouro – como mostraremos a seguir – pareceria exposto demais se estivesse em uma outra localização. Esta é a entrada que leva à Capela:

Entrada da Rue du Bac, 140. Fonte: Blog Entre Polos
Entrada da Rue du Bac, 140
(Fonte: Blog Entre Polos)

A fundação

A Congregação das Filhas da Caridade foi fundada por duas pessoas com personalidades e origens bem diferentes, unidas pela Providência: São Vicente de Paulo e Santa Luísa de Marillac.

São Vicente, sacerdote já muito experiente no acolhimento dos pobres, tornou-se o diretor espiritual da senhora Luísa Le Gras, uma dama da alta sociedade. Na época, Luísa estava angustiada por percorrer um caminho muito diferente do que pretendia como vocação: desejava se consagrar a Deus, porém se casou e tinha um filho. Tendo recebido luzes do Espírito Santo num dia de Pentecostes, sentiu-se confortada e seguiu com tranquilidade sua condição de vida, sendo orientada pelo Padre Vicente enquanto aguardava o tempo favorável para a missão pela qual ansiava seu coração.

Tendo enviuvado, Luísa se mudou para uma residência mais modesta e cuidou da educação do filho até que tivesse idade para ir para uma pensão dos filhos dos nobres e completar seus estudos – como era costume na época.

Nesse tempo, ela já trabalhava com o Padre Vicente ajudando crianças abandonadas, cuidando de doentes mentais e vítimas de guerras.

A iniciativa conjunta tomou um caminho definitivo quando encontraram uma jovem que declarou sua disposição de assumir o serviço aos pobres não somente como uma atividade ocasional, mas como seu projeto de vida.

Assim nasceram as Filhas da Caridade: as “irmãs não enclausuradas, as moças ao ar livre; seu véu era a santa humildade; seu mosteiro, a casa do doente; por cela, um quarto de aluguel; por claustro, as ruas das cidades”, nas palavras de São Vicente. Luísa de Marillac funda casas das Irmãs de Caridade em várias cidades da França e também da Polônia.

Santa Luísa de Marillac faleceu poucos meses antes de São Vicente de Paulo, em 1660.

Três santos, três corpos incorruptos

Falar sobre santos com corpos incorruptos já é impressionante e raramente temos a oportunidade de visitar algum. A Capela da Medalha Milagrosa está ligada a três santos que são esses sinais especiais de Deus!

O corpo do Fundador das Filhas da Caridade, incorrupto até hoje, está mantido na capela dos Lazzaristas, também em Paris:

Corpo incorrupto de São Vicente de Paulo
São Vicente de Paulo

O corpo incorrupto da fundadora das Filhas da Caridade está à esquerda do altar da Capela da Medalha Milagrosa:

Interior da capela da Medalha Milagrosa
Interior da Capela da Medalha Milagrosa
Corpo incorrupto de Santa Luísa de Marillac
Santa Luísa de Marillac

À direita do altar está o relicário com o corpo incorrupto de uma religiosa das Filhas da Caridade: Santa Catarina Labouré. Ela recebeu de Nossa Senhora a missão particular de divulgar a Medalha Milagrosa.

Corpo incorrupto de Santa Catarina Labouré
Santa Catarina Labouré

Este relicário está sob a imagem da Virgem do Globo, como Nossa Senhora se apresentou em uma das aparições.

Uma cadeira

Na capela à direita do altar há uma relíquia única: uma cadeira. Nela, Nossa Senhora se sentou para falar com Santa Catarina Labouré em sua primeira aparição, no dia 18 de julho de 1830.

Cadeira em que Nossa Senhora se sentou para falar com Santa Catarina Labouré
Cadeira em que Nossa Senhora se sentou para falar com Santa Catarina Labouré

Nessa primeira aparição, levada por seu anjo da guarda até a capela, Santa Catarina correu em direção a Nossa Senhora ali sentada, e intuitivamente descansou as mãos cruzadas sobre o joelho da Virgem.

Foi nessa mesma capela, em 27 de novembro de 1830, que Santa Catarina teve a visão que revelou a Medalha Milagrosa.

Por todos os fatos ligados a ela, suas relíquias e beleza, a Capela da Medalha Milagrosa é um santuário único e impressionante.

Em outra oportunidade publicaremos a respeito da Medalha Milagrosa!
Por enquanto veja alguns detalhes sobre essa revelação, mencionados na Novena de Nossa Senhora das Graças (ou da Medalha Milagrosa).

Referências: