Igreja

Pentecostes e a primeira novena cristã (com Maria, Mãe de Jesus!)

A primeira novena cristã está registrada no primeiro capítulo dos Atos dos Apóstolos: diz o relato que os seguidores de Jesus “perseveravam unanimemente na oração, juntamente com as mulheres, entre elas Maria, mãe de Jesus, e os irmãos dele” (cf. At 1,1-14), aguardando a promessa do Consolador, o Espírito Santo.

Esse período de oração perseverante dos apóstolos com as mulheres, a Virgem Maria e familiares de Jesus, é identificado como um período de nove dias, considerando as festas judaicas que marcam os acontecimentos: Pentecostes é a festa da colheita, celebrada cinquenta dias após a Páscoa. De acordo com a narrativa dos Atos dos Apóstolos, Nosso Senhor apareceu a seus discípulos durante quarenta dias após a Ressurreição, na Páscoa (cf. At 1,3). Passados esses quarenta dias, Jesus subiu aos Céus. Faltariam então de nove a dez dias para o Pentecostes. Foi durante esse tempo que os discípulos rezaram com Nossa Senhora, seguindo o ensinamento de Jesus sobre a oração eficaz: oração constante, perseverante, humilde e confiante (cf. Lc 18, 1-8; Lc 18, 9-14).

Desde 1897, por decreto do Papa Leão XIII na Encíclica Divinum Illud Múnus, todas as paróquias devem fazer uma novena em honra do Espírito Santo, nos 9 dias que precedem a festa de Pentecostes.

Aqui segue link para uma novena em honra ao Espírito Santo em preparação a Pentecostes. Ela faz parte da coletânea de novenas que a Comunidade Totus Mariae está organizando em um livro!